segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Vendem-se os aneis ficam os dedos

Segundo o «Diário de Notícias» a C.M. de Mondim de Basto está disposta arrecadar algum dinheiro através da venda de edifícios que outrora serviram para ensinar várias gerações de Mondinenses, com vista a abater os cerca de 20 milhões. 
in «Diário de Notícias»
Uma medida que já foi tomada por outros concelhos no país, com um aqui bem perto que é o caso de Celorico de Basto. 
O mesmo jornal também dá conta de manifestações de interessados, estando já as câmaras a receber propostas de compra. Medida que é um dois em um, pois livram-se de despesas com a conservação dos edifícios e ainda se pode obter uma boa fonte de rendimento. Um mal necessário.
Deixem ir os anéis, pois os dedos são precisos para continuar a lutar e trabalhar.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Siga-nos por email